7Comm ambiciona 20% do mercado de EDI

7COMmReleases7Comm ambiciona 20% do mercado de EDI
24
nov
2014

A integradora criou um novo modelo de precificação que permite uma redução de até 50% em relação às tarifas dos provedores tradicionais. Três instituições financeiras já utilizam o conceito.
CEILA SANTOS
16 de agosto de 2002

Disposta a abocanhar cerca de 20% do mercado de EDI (Eletronic Data Interchange), a 7COMm aposta num novo modelo de precificação que permite uma redução de 50% em relação à tarifa das VANs tradicionais como, por exemplo, Proceda e Interchange.

O diretor de negócios da 7COMm, explica que a agressividade do preço ofertado refere-se à cobrança baseada em títulos emitidos aos correntistas jurídicos em vez de byte armazenado ou trafegado como ocorre entre os provedores tradicionais.

Por enquanto, a integradora – que concentra cerca de 70% da sua receita na oferta de soluções voltadas ao mercado financeiro – tem três bancos utilizando o novo serviço. A meta é atingir as instituições financeiras de pequeno e médio porte.

O executivo explica que a infra-estrutura utilizada é baseada em plataforma Web. Isso permite uma maior flexibilidade para a instituição financeira no momento de gestão das transações.
A solução foi desenvolvida com base no produto EDI7, criado há 15 anos pela provedora e utilizado em mais de 15 bancos para projetos de VANs internas.

Fonte: Computerworld