Atendimento personalizado – com robôs

7COMmChatbotAtendimento personalizado – com robôs
20
dez
2016
20.12.2016 Midia Digital Chatbot

Você já foi atendido por um robô? Talvez isso já tenha acontecido e você não tenha percebido que estava, por exemplo, num chatbot. Essa é uma tecnologia permite a interação de uma empresa e seus consumidores por um chat com atendimento virtual, ou seja, por uma máquina.

Quem vai passar as informações para você será um atendente virtual, muitas vezes identificado por um avatar, que pode desempenhar uma série de atividades, entre as quais, estar programado para fazer cálculos, negociar e até vender produtos.

Os robôs de segunda geração podem, ainda, gerar propostas, recibos, boletos e requisitar e receber documentos dos clientes, além de determinar prazos, criar textos e cumprir uma série de tarefas com grande assertividade, baixo custo e muita rapidez. Esse tipo de atendimento pode ser oferecido em chats virtuais, telefônicos ou por e-mail, filtrando e reduzindo as demandas que precisam ser atendidas por um funcionário de carne e osso.

Para que funcionem, os bots (robôs) são programados para executar tarefas e gerenciá-las automaticamente, conforme os dados que recebem. Ou seja, conforme as perguntas enviadas, no chat, o robô manda uma resposta adequada a um consumidor humano.Isso ocorre porque a maioria das interações nesse tipo de atendimento é repetitiva e os bots estão aptos para dar a resposta de imediato, resolvendo sozinhos muitas das dúvidas e problemas do consumidor.

Receber respostas predeterminadas seria uma desvantagem? É claro que não! Afinal, a resposta certa é aquela mesmo! Além disso, um chatbot conhece todo o histórico de compras de cada usuário e pode ir direto ao que lhe interessa, sem ter de fazer perguntas sobre ele (as respostas, afinal, já estão armazenadas no sistema!).

Outro grande ganho no uso do chatbot é que, com ele, o cliente não precisa baixar um aplicativo da empresa e tomar espaço na memória interna de seu smartphone, gastar parte do seu plano de dados e também memória RAM do aparelho. Isso tudo torna o chatbot melhor e mais facilmente aceito pelo consumidor e barateia o atendimento para as empresas.