Todos querem andar nas nuvens, mas muitas empresas ainda buscam a direção do vento

7COMmCloud Computing Consultoria especializada de TITodos querem andar nas nuvens, mas muitas empresas ainda buscam a direção do vento
19
abr
2017

Andar nas nuvens é uma metáfora para quando tudo vai bem. Alguém conquista o parceiro sentimental dos sonhos e diz que está nas nuvens. O mesmo se diz para quando as pessoas ganham promoções, fecham grandes negócios, compram o objeto do desejo etc…

Quando se fala em tecnologia na nuvem, os benefícios que ela traz parecem levar às companhias que a adotam a mesma sensação. Recentemente o portal www.computerworld.com.br publicou uma matéria baseada numa pesquisa do Gartner informando que o mercado mundial de serviços de nuvem pública crescerá 18% neste ano, alcançando US$ 246,8 bilhões, acima dos US$ 209,2 bilhões registrados em 2016.

Certamente é uma boa notícia, mas o problema é que alguns parágrafos abaixo ela trazia um alerta: “O mercado global de nuvem pública como um todo está entrando em um período de estabilização, com um pico de taxa de crescimento de 18% em 2017 e expectativa de queda nos próximos anos”, explicava Sid Nag, diretor de pesquisas do Gartner.

A argumentação do executivo é que algumas empresas ainda não têm clareza suficiente a respeito da direção que o vento vai soprar ou, dizendo da forma corporativa, da forma como a nuvem vai se encaixar em suas estratégias, mesmo com todos os dados que revelam a capacidade desta opção para otimizar custos, acelerar a transformação e melhorar os resultados para a terceirização de TI.

A biruta para as empresas que se encontram nesta situação está escondida entre a adoção imediata da nuvem por modismo e a demora demasiada para sua implantação. Nos dois casos, o resultado pode ser prejuízos e perda de oportunidades.

Mas então, como saber a hora e o jeito certo de buscar as nuvens?

O primeiro passo para encontrar a biruta, neste caso, pode ser o apoio na experiência e no conhecimento de especialistas.

O próprio Gartner discutirá este tema em sua conferência sobre Infraestrutura de TI, Operações & Data Center que acontecerá nos dias 25 e 26 deste mês.

Nós da 7COMm também podemos contribuir. Com uma equipe especializada e uma parceria sólida com a Microsoft em projetos de plataforma Azure, a empresa presta consultoria na migração de aplicações para Cloud Computing; Desenho da infraestrutura e da estratégia da migração; e Automatização de processos no ambiente Cloud.

Afinal, tanto em TI como na vida, é sempre bom seguir o conselho da música da banda americana Paramore:

Mantenha seus pés no chão quando sua cabeça estiver nas nuvens”.

Fonte: ComputerWorld