Search
+55 (11) 3358-7700

Tecnologia começa contagem regressiva para um novo mundo que chegará em 20 anos

Todas as mudanças que a tecnologia provocou na vida do ser humano nos últimos tempos podem ser consideradas coisas muito pequenas se comparadas ao que nos reservam os próximos 20 anos. É o que revela o trabalho feito por um grupo de especialistas da Singularity University, a universidade do Vale do Silício criada em 2009 com o apoio da NASA e do Google. Eles desenvolveram uma espécie de contagem regressiva de dois em dois anos, até 2038, que revela um mundo irreconhecível para nós daqui a somente duas décadas.

Se as previsões se confirmarem, nesta época teremos carros autônomos circulando pelas ruas, drones entregando nossas encomendas no topo dos prédios para robôs que nos servirão como empregadas domésticas e babás. Parece assustador, mas ao mesmo tempo animador, pois entre as novidades aparecem coisas como a eliminação do câncer e da pobreza da face da terra.

A Singularity University, tem como objetivo utilizar a tecnologia para resolver os oito grandes desafios do planeta: alimentar toda a população, garantir o acesso à água potável, educação para todos, serviços básicos de saúde, energia sustentável, segurança, cuidado com o Meio Ambiente e acabar com a pobreza.

As principais evoluções profetizadas pelo estudo são as seguintes:

2018 –  A emoção será incorporada à Inteligência Artificial em interfaces de conversação.

2020 – Os primeiros novos catalisadores são descobertos com um processador quântico marcando o início do fim da química tradicional.

2022 – As pessoas podem viajar legalmente em carros autônomos. Além disso os robôs são comuns na maioria das residências de renda média, capazes de ler os lábios de forma confiável e reconhecer gestos de face, boca e mão. Eles  entendem o contexto da fala bem o suficiente para interagir com os humanos como recepcionistas, assistentes de lojas de varejo e balconistas

2024 – As primeiras missões humanas privadas serão lançadas para a superfície de Marte e na Terra teremos 10 milhões de vôos diários com drones (hoje existem cerca de 100mil vôos diários).

2026 – Cerca de 8 bilhões de seres humanos estão conectados a velocidades superiores a 500 Mbps.

  • – Os veículos elétricos autônomos responderão pela metade de todas as milhas percorridas nos grandes centros urbanos.

2030 – Um conjunto diversificado de sistemas de Inteligência Artificial está fornecendo possibilidades de solução para problemas em praticamente todas as áreas do empreendimento humano.

2032 – Os robôs são comuns em todos os locais de trabalho, eliminando todo o trabalho manual e interações repetitivas (por exemplo, recepcionistas, guias turísticos, motoristas, pilotos, trabalhadores da construção civil).

2034 – A Inteligência Artificial agora permite a conquista de soluções para classes totalmente novas de problemas de ciência. O câncer e a pobreza são dois exemplos de questões superadas.

2036 – Os tratamentos de longevidade são rotineiramente disponíveis e cobertos por apólices de seguro de vida, estendendo a vida útil do homem para em média mais 30 a 40 anos em relação à atual. Neste momento as cidades inteligentes são produzidas em escala global. Elas são eficientes na utilização de energia solar, produzir e distribuir alimentos, fornecer transporte humano seguro e eficiente e ter onipresentes serviços aumentados de IA.

2038 – A vida cotidiana agora é irreconhecível e a IA aumenta em todas as partes do mundo modificando todos os aspectos da vida humana diária.

Agora é só se preparar…