Search
+55 (11) 3358-7700

Como tornar empresas mais ágeis e rentáveis flexibilizando o conceito de melhores práticas?

Um dos principais destaques da programação do evento Scrum Gathering, que acontecerá no Rio de Janeiro entre os dias 26 e 28 de julho, será a participação do canadense Craig Larman, criador do método ágil LeSS (Large-Scale Scrum). Ele é autor de livros sobre experiências que levaram empresas a serem mais competitivas e rentáveis com a utilização da gestão Ágil.  Na descrição de sua metodologia, o especialista afirma que ela é baseada no conceito de que não existem coisas como melhores práticas. Existem apenas práticas que são boas dentro de um determinado contexto.

A explicação continua afirmando que ao dimensionar as necessidades para o desenvolvimento de um produto, há uma tendência para adicionar funções, artefatos, processos, etc. Na visão LeSS, isso deve ser evitado para que um processo possa ser empiricamente criado pelo grupo de produtos.

Um dos maiores objetivos do LeSS pode ser resumido no desejo de criar mais com menos processos. Os adeptos da metodologia seguem princípios definidos como: “Não queremos mais funções porque mais funções levam a menos responsabilidade para as equipes. Não queremos mais artefatos porque mais artefatos levam a uma maior distância entre equipes e clientes. Não queremos mais processos, porque isso leva a menos aprendizado e propriedade do processo por parte da equipe. Em vez disso, queremos equipes mais responsáveis por ter menos funções, queremos equipes mais focadas no cliente construindo produtos úteis com menos artefatos, queremos mais propriedade de equipe do processo e trabalho mais significativo por ter processos menos definidos”.

Além Craig Larman, durante os três dias de programação, o Scrum Gathering contará com a apresentação de 44 palestras e seis workshops divididos em seis temas centrais (trilhas), além de quatro aulas com convidados especiais.

O sócio fundador da Knowledge21, empresa responsável pela organização do evento, Marcos Garrido, comenta em material enviado para a imprensa que a gestão ágil, que antes era somente utilizada por profissionais de TI, atualmente pode e deve ser implantada nas mais variadas áreas. “É uma mudança de cultura nas organizações, além de fonte de recursos para empresários, administradores, advogados, médicos, comunicadores, entre outras profissões. Como o próprio manifesto ágil afirma: devemos focar em indivíduos e interações mais do que em processos e ferramentas”, afirma.

Segundo ele, atualmente, muito se fala em métodos ágeis, mas poucos sabem como utilizá-los. “O Scrum Gathering será uma oportunidade de o público entender na prática, além trocar experiências, exercitar os conceitos aprendidos, discutir desafios e entender uma nova realidade no mercado profissional das mais variadas áreas”, completa.

É difícil encontrar uma empresa que não esteja buscando formas de fazer mais com menos e, na prática, se tornar mais ágil, rentável e competitiva. Desta forma, se sua organização faz parte deste universo, os especialistas da 7COMm estão preparados para ajudar a encontrar nas diversas oportunidades oferecidas pela gestão Ágil, o projeto que leve em consideração não só as melhores práticas, mas também aquelas que se ajustam de forma mais perfeita às características de sua organização. Vamos ser ágeis juntos. Entre em contato.