Search
+55 (11) 3358-7700

Segurança, ética e emprego são as principais preocupações de TI para 2019

Apesar de todo o entusiasmo com as inovações e os benefícios que elas proporcionam, a comunidade de especialistas em tecnologia acompanha de perto alguns temas que podem causar efeitos colaterais e trazer problemas para a sociedade. Esta preocupação ficou evidente durante a última edição do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, quando alguns dos principais executivos de grandes empresas do setor falaram a respeito do tema.

Em artigo publicado no blog do Fórum, o Diretor de Igualdade da Salesforce, Tony Prophet, por exemplo, informou que a empresa entrevistou mais de dois mil consumidores nos EUA para entender melhor as percepções sobre o papel das empresas na sociedade, a tecnologia, a ética e os negócios orientados por objetivos.

O estudo demonstrou que as pessoas têm preocupações reais em relação ao potencial de dano que a tecnologia pode causar em áreas como privacidade, desinformação, vigilância, perda de emprego, danos ambientais e aumento da desigualdade.

Entre as pessoas entrevistadas, 51% disse ter mais preocupação atualmente com questões éticas da tecnologia do que tinham há um ano.

Outro a falar sobre o assunto no evento foi o CEO da Microsoft, Satya Nadella. Ele pediu novas normas globais sobre privacidade, dados e Inteligência Artificial. Em sua palestra, o executivo elogiou o GDPR, o regulamento europeu sobre proteção de dados e privacidade que entrou em vigor no ano passado.

“Meu ponto de vista é que é um começo fantástico ao tratar a privacidade como um direito humano. Espero que nos Estados Unidos façamos algo semelhante e que o mundo convirja em um padrão comum”, disse.

As questões relacionadas à ética no uso de Inteligência Artificial também prometem ganhar as manchetes este ano. Já em 2018 houve algum ruído com as discussões sobre a possibilidade desta tecnologia ser usada para a produção de armas autônomas e as formas de aplicação do reconhecimento facial.

Grupos acadêmicos e de liberdades civis alertaram sobre os riscos de discriminação e o impacto potencial sobre a privacidade e outros direitos democráticos.

Finalmente, existe a sempre presente preocupação com o impacto da IA na economia e no mercado de trabalho. Especialmente nos Estados Unidos e na Europa, as pessoas questionam se a tecnologia destruirá mais empregos do que poderá criar.

De uma forma geral, os consumidores acreditam que as empresas têm a responsabilidade de olhar além do lucro e impactar positivamente a sociedade. Esta foi uma resposta dada por 93% dos entrevistados na pesquisa da Salesforce. Apesar dessa recomendação, 81% dos consumidores acreditam que as tecnologias emergentes podem tornar o mundo um lugar melhor.

O equilíbrio entre lucratividade, sustentabilidade e ética é um dos principais valores para a 7COMm expresso por meio da frase: O bom negócio só tem futuro quando todos ganham: acionistas, colaboradores, fornecedores, clientes, parceiros e o meio ambiente. Clique aqui e fale com um de nossos especialistas.