Search
+55 (11) 3358-7700

Design Thinking resolve problemas do cliente final entendendo em que ele encontra valor

Toda busca pela inovação e melhoria dos resultados tem como pano de fundo a necessidade de resolver problemas do cliente final e estes problemas estão geralmente ligados à importância que os usuários dão para determinados aspectos oferecidos pelos produtos ou serviços.

Em um post no Blog da conferência Design Thinking, que acontecerá em Austin (EUA), entre os dias 16 e 18 de abril, o especialista Sandy Ko, descreve o Experience Design como melhor forma de encontrar o caminho de forma mais rápida para esta solução.

Segundo ele, a prática de design de experiência existe há 20 anos, mas continua a evoluir rapidamente e agora tem um foco maior na criação de experiências que encantam os usuários, em vez de se concentrar apenas na usabilidade.

Ko define que a experiência é medida de acordo com a forma como alguém se sente quando a experimenta e seus sentimentos influenciam os resultados, memórias e percepções após o uso.

“A chave para criar uma experiência na qual seus clientes desejem se envolver é entender e descobrir em que seus clientes encontram valor”, afirma.

O texto explica que o Experience Design provoca a mudança do design do centro de custo para o gerador de receita fazendo com que onde o design era normalmente visto como um custo para a organização, por meio do design thinking é permitido que a função mostre seu valor.

Do ponto de vista da UX / CX, há oportunidades para que o design forneça peças geradoras de receita na jornada do cliente

Outro motivo para apostar na metodologia é que ela leva a ideias inovadoras que atendem e superam as expectativas dos clientes e melhoram os negócios. Ao ter conversas contínuas com os clientes e realmente ouvir seus problemas como parte do processo de design da experiência, as organizações descobrem o que é valioso e memorável para seus clientes.

Finalmente, este tipo de ferramenta minimiza os riscos. Como auxilio do envolvimento do cliente através de uma série de protótipos para aprender, testar e refinar conceitos, o design da experiência pode minimizar a incerteza e o risco de inovação.

Além disso, os designers se beneficiam ao obter insights de clientes com base em experimentos do mundo real, em vez de pesquisas de mercado tradicionais ou dados históricos.

Com uma equipe de especialistas em UX, a 7COMm desenvolve essas práticas entendendo os objetivos de negócio do cliente e alinhando com a experiência do usuário para entregar o valor desejado para o cliente final.

Clique aqui e baixe o e-book “Como a abordagem do Design Thinking estimula a inovação nos negócios, produtos e serviços ?”.