Search
+55 (11) 3358-7700

Casos de uso mostram a revolução do Blockchain para cartões, bancos, manufatura e votação

Apesar de toda a efervescência do tema nas rodas de especialistas, na imprensa e no incontável número de eventos, muitos ainda não conseguem entender na prática o tipo de modificação que a tecnologia Blockchain sinaliza para seus respectivos negócios. Mas um artigo publicado pelo portal Interesting Engineering.com apresenta de forma didática a maneira como ela pode impactar indústrias importantes como cartões de crédito, bancos, manufatura e até a realização de votações e eleições dos mais variados tipos.

No que se refere ao mercado de cartões, por exemplo, o texto faz uma verdadeira autópsia do faturamento do setor da forma como ele funciona atualmente e traz reflexões sobre como isto seria afetado com a disseminação do Blobkchain.

A publicação afirma, com base em um estudo publicado pela The Motley Fool, que em 2016, as empresas de cartão de crédito arrecadaram US $ 163 bilhões com  receita de juros ( sobre saldos não pagos); Intercambio de renda ( cobrado dos comerciantes), taxas de adiantamento em dinheiro (cobradas quando se empresta dinheiro em relação ao  limite de crédito), entre outras.

Este cenário é formado com as regras atuais nas quais após entrar em uma loja local e fazer uma compra usando cartão de crédito a transação segue o seguinte processo:  A empresa de cartão de crédito aprova a compra, coloca o valor da compra na conta bancária da loja e aguarda para receber um pagamento. Se o consumidor não pagar integralmente, a operadora do cartão de crédito cobra juros sobre o saldo não pago. Do lado do comerciante, a empresa de cartão de crédito cobra geralmente 3% do preço de compra pela conveniência de usar o cartão. Cada empresa de cartão de crédito tem seu próprio conjunto de regras e taxas que o usuário do cartão e o comerciante devem seguir.

A mesma transação feita pela perspectiva do Blockchain teria o seguinte processo: A transação seria validada por um nó Blockchain e gravada no Blockchain. A conta bancária do consumidor é debitada e o valor é creditado na conta do comerciante. Não é cobrado nenhum percentual do preço de compra do comerciante e não é cobrado qualquer valor do usuário sobre o saldo não pago.

O serviço bancário de envio de dinheiro através das fronteiras nacionais também pode ser simplificado e mais econômico. Hoje uma transferência eletrônica internacional pode levar até cinco dias úteis para ser liquidada, e, nos Estados Unidos, pode custar entre US $ 40 e US $ 50.

O texto revela que as startups que usam Blockchain como método para transferir fundos tem feito este serviço em segundos. Elas apenas debitam o valor especificado em dólares americanos da conta bancária do cliente e compram essa quantia de Bitcoin. Então, vendem os Bitcoins para a moeda oficial do país receptor e depositam este valor na conta bancária do beneficiário. As taxas para esse tipo de transferência são menos da metade do que uma transferência bancária internacional custaria.

No caso da manufatura, o autor do artigo usa o exemplo de uma peça de carro fabricada na China e adicionada ao Blockchain. Quando essa peça é enviada para a Europa para montagem em um carro, esse movimento é gravado no Blockchain e é registrado no horário. Toda vez que essa peça se move ou é incorporada em outro produto, uma entrada que todos podem ver é criada no Blockchain. Se houver atrasos em qualquer lugar do mundo, todas as partes interessadas saberão exatamente onde e quem causou o atraso. Os Blockchains da cadeia de fornecimento também podem ser usados para analisar ineficiências e redundâncias dentro de uma cadeia de suprimentos, e isso simplificaria drasticamente o processo de fabricação do produto.

Finalmente, ele retrata as possibilidades no processo de votação. Blockchain pode ser usado para a verificação do eleitor de modo que quando um eleitor lança sua cédula, essa informação é gravada em um banco de dados Blockchain mantido publicamente que é visível para todos. Esse banco de dados poderia então ser usado para calcular e verificar os resultados da eleição, eliminando assim eleições fraudulentas.

Visto de forma prática, como sugere o texto, fica claro que o potencial do Blockchain ainda nem começou a ser explorado e causar os efeitos que tem condições de causar.  A 7COMm tem desenvolvido projetos com esta tecnologia para os mais variados setores e comprovado com casos de uso a revolução contida nela.

Clique aqui e baixe o guia prático “6 passos para a implementação de Blockchain” e entenda como iniciar essa jornada em seu negócio.