Search
+55 (11) 3358-7700

Grandes marcas antecipam era das APIs com soluções semelhantes a bancos digitais

Os recentes movimentos do Banco Central no sentido de regulamentar o Open Banking parecem ter demonstrado definitivamente que este é um caminho sem volta. Mesmo não sabendo ainda quando este conceito será colocado efetivamente em prática, poucas pessoas no segmento financeiro têm dúvidas de que, em algum momento, o resultado prático para o consumidor será alcançado. Quando isto acontecer, a integração por meio de APIs permitirá que as pessoas movimentem suas contas e façam todo tipo de transação a partir das mais diferentes plataformas, se libertando da fidelidade imposta de ter que usar somente os equipamentos e canais oferecidos por seus próprios bancos.

Este novo mundo irá acirrar a concorrência no setor, permitindo que fintechs e os chamados bancos digitais ofereçam, em pé de igualdade, serviços tradicionalmente dominados pelos bancos e instituições financeiras que conhecemos.

Claro que as maiores marcas do setor financeiro do país não ficariam paradas vendo este movimento todo se aproximar e o que temos visto é um forte aquecimento no número de lançamentos que podem ser considerados um período embrionário da chamada era das APIs e Open Banking.

Contas de pagamentos e ofertas de serviços financeiros inovadores

Por um lado, representantes de iniciativas inovadoras como Nubank, Banco Original Mercado Pago e outros anunciaram ofertas de contas digitais e concessão de crédito para pequenas empresas e pessoas físicas.

A resposta veio com marcas como Cielo e Santander.

Um mês após ter anunciado a oferta de crédito direto a clientes como novo canal de geração de receitas, a adquirente controlada pelo Bradesco e pelo Banco do Brasil apresentou o Cielo Pay, sistema para transações financeiras por meio de contas de pagamentos. Ela concorre diretamente com os bancos digitais ao permitir que os clientes façam pagamentos a terceiros por transferência entre contas com uso de QR Code, boletos e TEDs.

Já o Santander anunciou a ampliação das funcionalidades do seu aplicativo Way. A solução agora oferece a alternativa ‘divisão de contas’, que permite selecionar o valor total de um pagamento a ser feito e “compartilhá-lo” com até nove pessoas, definindo o montante exato a ser debitado da conta ou do cartão de crédito de cada um dos envolvidos. Outra novidade é a possibilidade de realização de pagamentos diretamente com celular nos estabelecimentos comerciais por aproximação com a utilização de QR Code, a partir das maquininhas da GetNet.

A semelhança entre Cielo Pay e Way é que ambos trazem outra oportunidade de vislumbre de como será a nova era do mercado financeiro: O pagamento instantâneo.

Nos dois casos é possível transferir dinheiro entre pessoas com a mesma praticidade das conversas em aplicativos de mensageria.

Competência para lidar com APIs será a chave para o sucesso

Embora tenham aparência de grandes transformações, todos estes lançamentos e movimentos são apenas o começo do que está por vir e o fato é que o futuro exigirá conhecimento e competência principalmente para lidar com APIs, pois elas serão a chave para o novo tempo.

A 7COMm acompanha toda esta movimentação com um time de profissionais formados em mais de 30 anos lidando com áreas críticas de algumas das mais importantes instituições financeiras do país. APIs para nós não são novidades. O mercado financeiro com suas inovações e transformações fazem parte da nossa história. Estamos prontos para ajudar a escrever os próximos capítulos. Clique aqui, entre em contato e vamos fazer isto juntos.