Search
+55 (11) 3358-7700

Congresso mundial apresenta casos concretos de conexão do Blockchain com IoT gerando inovação

Quem busca inspiração sobre as possibilidades de inovação baseadas na conexão entre Blockchain e outras tecnologias disruptivas terá um verdadeiro banquete de opções durante o IoTS Solutions World Congress (IoTSWC), evento que acontecerá entre os dias 29 e 31 de outubro em Barcelona. A programação tem como objetivo demonstrar como a junção entre Internet Industrial com Inteligência Artificial, Blockchain, drones, 5G e outras ferramentas está transformando vários setores com novos produtos e serviços considerados impossíveis ou inimagináveis a alguns anos atrás.

O cardápio oferecerá opções como apólices de seguro variáveis que se adaptam ao comportamento do motorista, explicações sobre como  as turbinas eólicas dos parques podem ser reparadas remotamente, como os ataques cibernéticos que afetam a segurança dos carros autônomos podem ser enfrentados, como a poluição da água de um rio pode ser monitorada, como as perdas de energia nas redes de distribuição de gás podem ser detectadas e outros temas.

Os cases serão demonstrados em plataformas experimentais projetadas para aplicar novas soluções e testá-las sob condições operacionais reais. Esses ensaios exploram o desenvolvimento de tecnologias ou combinações dessas iniciativas com as que já existem, com o objetivo de criar produtos ou técnicas capazes de gerar novos padrões internacionais.

As dez aplicações práticas a serem exibidas no IoTSWC 2019 foram selecionadas por um comitê de especialistas coordenado pelo Industrial Internet Consortium (IIC), que também é apoiado por representantes do Conselho da IoT, Ametic, Cenesis, Machine Design e ABII.

Um dos exemplos mais impactantes será o projeto da empresa espanhola Libelium, em colaboração com seu distribuidor na Rússia, a Smart IoT Distributions, a Airalab e a Universidade Estadual de Togliatti.

Eles apresentarão o ‘Drone on the Volga’, iniciativa desenvolvida para medir a poluição da água no reservatório de Kuybyshev no rio Volga. A poluição da água é um grande problema na Rússia, pois mais de 10 milhões de pessoas não têm acesso a água potável de qualidade, resultando em problemas de saúde para os cidadãos de muitas cidades do país.

Este projeto combina o uso de drones, sensores e Blockchain para promover a transparência dos dados em tempo real, detectando facilmente fontes de poluição e abrindo um mercado para serviços baseados em drones em cidades inteligentes.

Outro destaque será o projeto da Fiware Foundation, juntamente com IDSA, Prostep, Capvidia, SAS, IBM, Orbitor e Fraunhofer. Eles desenvolveram um ambiente experimental para avaliar os benefícios da nova geração de gêmeos digitais no processo de fabricação, o monitoramento de produtos por meio da Internet das coisas e serviços de impressão de peças de reposição. Os sistemas são capazes de trocar dados com ambientes reais por meio de Blockchain para fornecer suporte e melhorar processos de produção específicos nas fábricas.

Organizado pela Fira de Barcelona em colaboração com o Industrial Internet Consortium (IIC), o IoTSWC é o maior evento internacional dedicado à Internet Industrial, adicionando outras tecnologias que convergem e aceleram a transformação digital de setores como transporte, fabricação de bens, saúde, energia e suprimentos, construção, infraestruturas, varejo e agricultura, além de muitos outros. Este ano, além dos bancos de ensaio, a área de exposições reunirá mais de 400 expositores, incluindo os principais fornecedores globais de soluções de IoT, inteligência artificial e Blockchain.

A 7COMm acompanha de perto o desenvolvimento de inovações baseadas na conexão entre Blockchain e todas as novas tecnologias ao redor do mundo. Com a experiência de já ter atuado na criação, implantação e gerenciamento de projetos para os mais variados setores no Brasil, a empresa se coloca à disposição para aplicar todo o conhecimento de seus profissionais e sua estrutura na geração de inovação independente da área de atuação. Clique aqui e fale com um especialista.