Search
+55 (11) 3358-7700

Objetividade comprova os resultados positivos do Design Thinking por todos os ângulos

O ano de 2019 registrou a consolidação do Design Thinking como um dos maiores impulsionadores de inovação do mundo corporativo na atualidade. Apesar disso, também foi um período no qual as empresas tiveram um olhar mais atento para identificar a magnitude dos resultados positivos do Design Thinking. Por mais que ninguém duvide de que conceitualmente a metodologia oferece condições de agregar ganhos substanciais aos seus usuários, isto não basta. Acima de tudo, para qualquer tecnologia ou ferramenta gerencial prosperar ela precisa ter seus benefícios comprovados na ponta do lápis.

Neste sentido, os líderes que atuaram como evangelistas desta prática em suas organizações estiveram sob pressão neste ano. No entanto a resposta que eles puderam apresentar foi extremamente agradável. Não apenas no campo do retorno financeiro, mas também no que se refere à cultura organizacional os resultados positivos do Design Thinking se mostraram reais.

De acordo com um modelo de avaliação criado pela Forrester, uma prática madura da metodologia pode levar uma organização a um ROI de até 107%. Segundo o ‘Total Economic Impact ™ (TEI)’ as práticas de pensamento de design podem gerar retornos substanciais mensuráveis e uma ampla gama de benefícios auxiliares.

Inversão da prioridade no desenvolvimento de inovação

Sem dúvida, além da questão financeira, um dos resultados positivos do Design Thinking mais evidentes é a inversão da prioridade no desenvolvimento de inovação. Uma vez que é um método que privilegia as pessoas, sua utilização leva o foco a não ser uma nova tecnologia à procura de aplicações. Acima de tudo, o ponto de partida passa a ser uma pessoa que improvisa num contexto informal.

Dessa forma, um consumidor já não é mais visto como uma categoria despida de empatia tal como ‘mercado’, ‘segmento’ ou ‘alvo’. Pelo contrário, ele agora é tratado como um ser humano na verdadeira acepção da palavra.

Por conseguinte, esta é uma abordagem que impulsiona os resultados positivos do Design Thinking aproveitando sua maior adequação às características das novas gerações.

É necessário eliminar mitos sobre a utilização do Design Thinking

Em resumo, o consumidor tem se tornado mais rigoroso quanto à relevância dos produtos e serviços que lhe são oferecidos. Isto deixa claro que quanto mais próximos estiverem de atender as expectativas das pessoas, as ofertas das empresas estarão mais próximas do sucesso.

Apesar de todos estes resultados positivos do Design Thinking, o ano também chamou a atenção para a necessidade de eliminar mitos sobre sua utilização. Em primeiro lugar, é preciso ficar claro que Design Thinking não é uma ferramenta apenas para criar novos produtos. Da mesma forma, não é correto acreditar que Design Thinking seja uma ferramenta para ser explorada apenas por tipos criativos. Finalmente, é necessário evitar o pensamento de que Design Thinking é fácil e representa a resposta definitiva para todas as situações.

Com o propósito de ajudar empresas a eliminarem mitos e aproveitarem os resultados positivos do Design Thinking, a 7COMm oferece uma ampla equipe de especialistas. Assim sendo, a companhia tem condições de responder questões críticas do negócio através de pesquisa, prototipação e validação com usuários. Isto é feito por meio da combinação entre ferramentas e métodos de pensamento de design, estratégia de negócios e inovação de produtos. Desse modo, não tenha dúvidas sobre os resultados, esqueça os mitos clique aqui e entre em contato.