Search
+55 (11) 3358-7700

Tendências em TIC: o que esperar de 2021?

Depois do aprendizado adquirido em 2020, um ano histórico em todo o mundo, contundido pela pandemia devastadora da covid-19, mercado e sociedade se preparam para a retomada da economia com novas estratégias.

Neste ano, a crise sanitária impulsionou a capacidade de as empresas se adaptarem rapidamente e ainda de responder às interrupções dos seus negócios por meio do digital, que já vinha ganhando cada vez mais espaço. Modelos de negócios foram reinventados, incluindo a própria indústria de TIC.

Analistas de mercado acreditam em uma recuperação que já começa a mostrar fortes contornos em variados setores. Mas em 2021, a trajetória das organizações será diferente, na avaliação da consultoria global IDC. A retomada não será apenas um retorno ao cenário anterior, mas um repensar sobre como as estratégias terão de ser revistas e aplicadas para se alinharem a uma realidade transformada.

Gartner e IDC projetam tendências para 2021 e para os que anos que se seguirão. Algumas já conhecidas e outras despertadas por um ano épico, atingido inesperadamente pela pandemia.

 

Ascensão da nuvem pública

De acordo com o Gartner, os gastos globais dos usuários finais com serviços de nuvem pública devem crescer 18,4% em 2021, totalizando US$ 304,9 bilhões, superando a marca de US$ 257,5 bilhões registrada em 2020. A pandemia validou a proposta de valor da nuvem, que proporciona escalabilidade sob demanda para obter eficiência de custos e continuidade de negócios. Permite às organizações acelerar rapidamente suas jornadas de transformação de negócios digitais.

Os gastos com TI, portanto, estão se direcionando para a nuvem, e serão acelerados após a covid-19, representando 14,2% do mercado total de gastos corporativos com TI em 2024, ante 9,1% em 2020. Assim, na análise do instituto de pesquisas, a adoção da nuvem torna-se um meio significativo para se manter à frente em um mundo pós-covide-19, focado em agilidade e pontos de contato digitais.

À medida que as empresas aumentam os investimentos em mobilidade, colaboração e outras tecnologias e infraestrutura de trabalho remoto, o Gartner espera que o crescimento na nuvem pública seja sustentado até 2024.

A IDC reforça a estimativa do Gartner. Acredita que a era da TI será centrada na nuvem. Até o final de 2021, cerca de 75% das grandes empresas na América Latina vão duplicar suas estratégias de migração de suas infraestruturas de aplicativos centrada para nuvem, em relação as que existiam antes da pandemia.

Com a movimentação das organizações para ampliação dos investimentos em mobilidade, colaboração e outras tecnologias e infraestrutura de trabalho remoto, o Gartner prevê que o crescimento na nuvem pública seja sustentado até 2024.

 

Ano da automação

A hiperautomação é apontada pelo Gartner como uma forte tendência estratégica para 2021, prosseguindo com a jornada iniciada em 2020 e sinalizando evolução. O mercado observou uma enorme demanda para automatizar processos e tarefas manuais repetitivos. A automação de processos robóticos (RPA) foi destaque.

Para a IDC, até 2024, com o objetivo de oferecer suporte a ambientes de trabalho distribuídos e seguros, 50% dos CIOs irão acelerar a robotização e a automação para gerenciar mudanças. A consultoria estima que 16% da força de trabalho será substituída pela automação de IA nos próximos cinco anos, após um aumento constante de 11% para 23% no período.

 

Inteligência Artificial em alta

A pandemia impulsionou o desenvolvimento de tecnologias capazes de auxiliar o setor na recuperação de negócios. A automação inteligente é uma das tendências de inteligência artificial (IA) que estarão em alta em 2021, na avaliação da Forrester.

A consultoria aponta robôs inteligentes, dispositivos loB (Internet de Comportamentos), capazes de aferir o comportamento dos colaboradores, máquinas IA, como alguns dos destaques de 2020. As previsões da Forrester indicam que em 2021 uma das tendências de IA será a extração de dados de documentos por meio dessa tecnologia. Outra tendência que cresceu durante a pandemia e deve ser bastante usada no próximo ano é a realidade virtual.

 

Valorização das pessoas

A IDC projeta para até 2022 que 65% dos CIOs capacitarão digitalmente e habilitarão os funcionários da linha de frente com dados, IA e segurança para estender sua produtividade, adaptabilidade e tomada de decisão diante de mudanças rápidas.

A demanda por talentos de IA está crescendo globalmente. Mas a oferta de qualificação na região é insuficiente para atender à demanda. De acordo com um estudo de outubro de 2020 da IDC, os países da América Latina demandarão mais de 225 mil especialistas em IA e cientistas de dados entre 2020 e 2023. O ano de 2021 irá movimentar o investimento na qualificação de pessoas e na sua valorização.

 

Atenção à Experiência Total (TX)

Outra tendência é a experiência total (TX – Total Experience). Em 2019, o Gartner apresentou a multiexperiência, que são vários modos de acesso por meio de tecnologias diferentes. Assim, o TX traz um combo interessante: une a experiência do cliente, a experiência do funcionário e a experiência do usuário com o ambiente de multiexperiência.

A recomendação do Gartner é que as organizações invistam em uma estratégia de TX à medida que as interações se tornem mais móveis, virtuais e distribuídas.

 

Mercado de TI seguirá em crescimento

Mesmo diante da crise econômica, a IDC projetou crescimento do setor de TI, na América Latina, de 5,5%, em 2020, e seguirá crescendo em 2021, com previsão anual de alta de 7,7%. Para a consultoria, a indústria de TI é, agora, um motor econômico.

O ano de 2020 teve como protagonista a economia digital. Segundo a consultoria, cerca de 15 milhões de consumidores teriam feito sua primeira compra on-line em 2020 e que o e-commerce cresceu 30%, representando quase 6% de todas as vendas no varejo na AL. E destaca: o foco estratégico, hoje e no futuro que já bate à porta do mercado, está na centralização de pessoas, independência de localização e entrega resiliente.

A 7COMm está preparada para ajudar os clientes nessa retomada, com profissionais altamente qualificados, com amplo conhecimento nos variados segmentos de mercado, prontos para orientar sobre a melhor solução para os desafios de negócio. Clique aqui e fale com um especialista da 7COMm.